22.04.10

Lembro-me de quando fomos os dois à CIN.

 

Depois de quase 10 minutos a andar debaixo de uma chuva torrencial e partilhando o meu minusculo guarda-chuva chegàmos à CIN e tu disseste:

 

"Vais-me matar..."

"Porquê???"

"Esqueci-me de ir buscar o dinheiro...temos que voltar para tràs..."

"hã?! EU MATO-TE!!!!"

"Desculpa...(sorriso...)"

"(derreti...) Eu...eu...eu... ODEIO-TE!!!"

"Desculpa..."

"Não...eu não te posso odiar..."

"Porquê?"

"Porque uma vez li num livro que so se pode odiar..."

"(interrompe-me) Quem se ama?"

"Sim. Dizia la que o odio é so a outra face da moeda onde esta o amor...por isso eu  não te posso odiar..."

"(sorriu) Eu odeio-te..."

"Não não odeias...e eu não te posso odiar..."

"Odeio-te (sorriso)"

"Não...eu é que te odeio..."

"Mas eu também te odeio..."

"Não digas isso..."

"Odeio-te!"

"Vamos buscar o dinheiro ou não?!"

 

E comecei a andar...

 

 

 

sinto-me: ...
música: Parece Que o Destino Nos Quebrou - Tiago Bettencourt
publicado por Selênia Telmo às 18:08

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
27
28
29
30


arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO